Bombeiros confirmam duas mortes em desabamento de prédio

O Corpo de Bombeiros do Ceará confirmou a morte de duas pessoas no desabamento do edifício Andréa, no Dionísio Torres, bairro nobre de Fortaleza. A primeira vítima foi um vendedor de água de um mercado vizinho ao prédio residencial de sete andares, que caiu na manhã desta terça-feira, 15. A queda do prédio deixou ainda nove feridos e oito desaparecidos.

Na manhã de terça, o Corpo de Bombeiros chegou a informar uma morte na tragédia, mas à noite o governo do Ceará voltou atrás e afirmou que ainda não havia a confirmação de óbitos. Após o desencontro de informações, no entanto, o comandante geral da corporação, o coronel Eduardo Holanda, confirmou, em entrevista coletiva, que haviam encontrado o primeiro corpo, atesta o Terra.

Segundo Holanda, um homem de 30 anos estaria trabalhando em um mercadinho ao lado e acabou atingido pelo desmoronamento. “Oficialmente, esta é a primeira vítima fatal. Até agora, nós conseguimos retirar nove pessoas dos escombros, todas elas com vida”, disse.

O edifício Andréa se localizava na esquina das Ruas Tibúrcio Cavalcante e Tomás Acioli. O prédio caiu por volta de 10h15 e deixou ao menos nove pessoas feridas e outras nove sob os escombros.

Das vítimas já resgatadas, duas teriam conseguido telefonar para parentes antes mesmo de ser resgatadas. Três feridos foram encaminhados para o Instituto Doutor José Frota (IJF): Cleide Maria da Cruz Carvalho, de 60 anos; Maria Antônia Peixoto, de 72 anos; e Gilson Moreira Gomes, de 53 anos.

Os trabalhos de busca seguem pela madrugada desta quarta-feira, 16, e contam com a ajuda de cães farejadores trabalhando no resgate dos soterrados.

16/10/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)