Auto escolas de Maceió optam por valores para CNH em torno dos R$ 1.500

auto

Depois que o Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran) estabeleceu os valores máximos e mínimos para a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), muitos maceioenses reclamaram dos valores divulgados pelo Departamento, que podem ultrapassar os R$ 2 mil. Porém, algumas auto escolas visitadas pela reportagem do CadaMinuto, nesta quinta-feira (14), afirmaram que estão praticando valores em torno dos R$ 1.500.

Nesta semana o Detran recebeu representantes de Centros de Formação de Condutores (CFCs) de todo Estado para discutir sobre a fiscalização com relação à portaria Nº 1982/2015, que definiu os valores iniciais já com o adicional da taxa cobrada pelo órgão são: Categoria “A” mínimo R$ 1.030,67 e máximo R$ 1.612,82, Categoria “B” mínimo R$ 1.532,11 e máximo R$ 2.163,08, Categoria “AB” mínimo R$ 2.015,71 e máximo R$ 2.858,48.

Alguns Centros de Formação de Condutores preferiram cobrar um valor que ficasse na média dos estabelecidos pelo Detran, para não acumular prejuízos e também para conseguir oferecer à população um curso capaz de passar as noções necessárias para a aprovação no exame.

Joseilton de Carvalho, diretor geral da Auto Escola Trânsito Livre, no bairro do Farol, contou a média dos preços da unidade giram em torno de R$700 para categoria A e R$ 1260 para categoria B. Ele afirmou que apesar do aumento com relação aos preços praticados antes da portaria do Detran, os preços ainda são baixos se comparados a outros estados.

simula

“Ainda no ano passado colocamos o simulador já por conta da exigência. Muitas pessoas estão questionando os valores divulgados, acham que vão chegar aqui e ter que pagar R$ 2 mil, mas nós explicamos que esse é um valor máximo e mostramos o quanto estamos cobrando. Temos simuladores, que não são nossos, são alugados. Isso também é um custo para a gente, então apesar da crise optamos por um valor que ficasse no meio termo e que fosse suficiente para oferecer ao aluno as 45 aulas práticas, 20 teóricas e mais sete no simulador”, disse.

Ele também comentou que mesmo com o anúncio do reajuste, a procura está ocorrendo, tanto que uma nova turma já foi iniciada em janeiro. “Estamos com uma turma no período noturno e esperamos abrir outra em breve”, completou.

A média de preços também foi encontrada na Auto Escola Reis, uma das mais antigas em atuação da capital. O diretor da unidade, Audálio Júnior, disse que a preocupação da Auto escola tem sido a qualidade do curso oferecido. A média de valores no local é de R$ 1.260 para pagamento á vista.

“O movimento anda fraco não é de agora, mas a maioria dos nossos alunos foi indicação de algum familiar ou amigo ou porque como estamos numa região central da cidade, muitas pessoas que moram em outros bairros optam em fazer o curso aqui por estudarem ou trabalharem perto. Nossa expectativa é que melhore a procura durante esse ano mesmo com os novos valores”, disse.

Júnior disse ainda que apesar de haver reclamações por conta do valor, é preciso pesquisar a procedência e a qualidade das aulas nos Centros de Formação, para evitar que o dinheiro investido não seja em vão.

“Tem muita gente que prefere ir a determinada auto escola porque o valor é baixo, mas esquece de olhar a qualidade e uma série de fatores que vão resultar na aprovação do aluno. Eu sempre digo que é importante observar essas coisas, independente do valor a ser pago. Houve o aumento, mas a população precisa ver também o lado das auto escolas, dos investimentos e despesas”, afirmou.

Cada Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *