Raspado na prisão, cabelo de Eike Batista custava pelo menos R$ 9 mil

Raspado na prisão, cabelo de Eike Batista custava pelo menos R$ 9 mil

A prisão de Eike Batista, 60, na manhã desta segunda-feira (30) teve um detalhe que chamou a atenção: a careca dele. É que o empresário, conhecido pelo longo topete, foi fotografado sem cabelos pouco antes de ir para o presídio Bangu 9, no Rio de Janeiro (RJ).

O próprio Eike contou em entrevista ao “Roda Viva”, em 2010, que fazia implante capilar em clínica de São Paulo (SP). Localizada na Vila Olímpia, zona sul da cidade, a Tricosalus é do italiano Alessandro Corona, amigo do empresário.

Eike teria começado a fazer o implante, cuja técnica se chama CNC (Capelli Naturali a Contato), no mesmo ano em que admitiu o procedimento, aos 53 anos. No processo, o profissional da clínica “cola” uma película na cabeça do cliente e aplica ali os fios naturais.

Desde que se tornou adepto do implante, o empresário e Corona ficaram tão próximos que Eike costumava atuar como uma espécie de garoto propaganda da Tricosalus, aparecendo em publicações da página virtual da clínica. Em um post, Corona diz que a Itália “precisa de um Eike Batista”.

Para fazer o mesmo procedimento é preciso desembolsar a partir de R$ 9 mil para colocar cabelo (o valor varia de acordo com a quantidade e qualidade dos fios), além de R$ 637 pela consulta com tricologista — um dermatologista especializado em cabelos.

bol

30/01/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *